linha & finas

Acompanhe aqui as noticias mais significativas sobre badminton

Leia tudo numa só página, as "noticias" e os "cartoons". Participe...enviando-nos noticias de badminton da sua Região, Clube ou Associação, que estas serão publicadas para uma maior divulgação da modalidade. e-mail : linha.boto@gmail.com

Há notícias que só no maior jornal de badminton
de Portugal se podem ler....


Última Hora

Campeonato da Europa de Veteranos
- Já foi realizado o sorteio do 8º Europeu de Veteranos que se realiza em Portugal (Caldas da Rainha) entre os dias 21 e 27 de Setembro. Consulte aqui o sorteio com a presença de uma vasta equipa de atletas lusos.

domingo, 31 de agosto de 2014

Carolina Marin de Espanha é a nova campeã mundial de singulares senhoras. Long Chen (CHN) rouba sonho de Chong Wei Lee (MAL)

A espanhola Carolina Marin sagrou-se este domingo em Copenhaga, Dinamarca, Campeã do Mundo de singulares senhoras, demonstrando ao Mundo inteiro que não existem impossíveis. A espanhola venceu na final a chinesa, líder mundial e campeã olímpica Xuerui Li, por 2-1 (17-21, 21-17 e 21-18). Carolina Marin foi a única representante europeia nas finais e junta assim o titulo Mundial ao já conquistado no velho continente.
Muitos não acreditavam nesta vitória histórica para o badminton espanhol, mas a atleta de 21 anos e natural de Huelva, sempre acreditou. Carolina Marin afirmou, depois de alcançar os 1/4 F, que queria mais, que os 1/4 F não eram suficientes. É com muito trabalho, muito suor, com um planeamento de anos e com uma mentalidade forte, que se fazem os campeões.
Já em Singulares Homens, Chong Wei Lee (MAL), acabou por voltar a perder uma final de uma grande competição, desta vez diante do Long Chen da China (19-21/19-21).
A china acabou por levar 3 medalhas de ouro, enquanto Coreia do Sul e Espanha conquistaram cada um, um amedalha de Ouro.

Campeonato do Mundo de Badminton em directo (Copenhaga 25 a 31 Agosto)


sábado, 30 de agosto de 2014

Super Carolina Marin (ESP), uma europeia entre asiaticos nas finais do Mundial 2014

A espanhola Carolina Marin está na final do Campeonato do Mundo 2014 em singulares senhoras. Um feito notável da actual campeã da Europa, que com muito esforço, dedicação e uma mentalidade vencedora, entrou num patamar, que talvez nenhuma outra atleta europeia tenha atingido, mesmo tendo em consideração, a grande campeã que foi Tine (Rasmussen) Baun. Esta tarde a espanhola não deu qualquer chance à indiana Sindhu P.V, que tinha afastado ontem a chinesa Shixian Wang. Carolina Marin tinha dito, que os quartos de final, não a satisfaziam, agora provavelmente para ela , a medalha de Prata também não a irá satisfazer. Para o titulo Mundial apenas falta ultrapassar a líder Mundial Xuerui Li (CHN), num duelo que vai ter inicio a partir das 13H30. Outros dos duelos aguardados é a final de singulares homens. Um duelo entre Chong Wei Lee (MAL) e Long Chen (CHN). Ambos procuram o primeiro titulo mundial, mas Chong Wei Lee, procura-o à largos anos e esta será a sua grande oportunidade. As restantes finais serão disputadas entre atletas do mesmo pais. Pares senhoras e Pares Mistos entre chineses e Pares Homens entre duas duplas coreanas. As finais terão inicio a partir das 11H30, hora portuguesa. Em baixo pode ver a sequencia das finais e os resultados das 1/2 Finais.
 

 

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Europeus Carolina Marin (ESP) e Viktor Axelsen (DEN) garantem presença nas 1/2 finais do Mundial 2014

Estão encontrados os semifinalistas do Campeonato Mundial 2014, que decorre em Copenhaga até ao próximo domingo.
Os maiores destaques vão os jovens europeus, Carolina Marin de Espanha e Viktor Axelsen da Dinamarca que carimbaram esta tarde a passagem às 1/2 finais de singulares. A espanhola que ontem eliminou de forma muito clara a antiga campeã mundial e olímpica Yihan Wang, conseguiu hoje mais uma grande vitoria diante de Tzu Ying Tai da China Taipé. A espanhola é uma autentica lutadora e deu mais uma vez a volta a um resultado que lhe era adverso. Com esta vitória a espanhola já garantiu a 1ª medalha para Espanha num Mundial e é uma digna representante do velho continente neste Mundial. A campeã europeia está a encher de orgulho não só os espanhóis, mas  também toda uma Europa que se rende ao seu talento. Amanhã Carolina Marin defronta a também jovem Sindhu P.V da India que afastou a chinesa Shixian Wang, 2ª cabeça de serie. A outra 1/2 final será entre a líder mundial Xuerui Li (CHN) e a japonesa Minatsu Mitani (JPN).
Já o dinamarquês terá pela frente amanhã o maior candidato ao cedro mundial de singulares homens, Chong Wei Lee. A outra 1/2 final será disputada entre o Tommy Sugiarto (INA) e Long Chen (CHN), que sofreu nestes 1/4 F, para garantir um lugar nos melhores quatro. Em pares homens a supremacia é coreana com 3 duplas nas 1/2 F. Os dinamarqueses Boe/Mogensen são os outros semifinalistas. Em pares senhoras a China também está em maioria, tal como em pares mistos, onde apenas os dinamarqueses Fisher/Pederson se intrometeram após uma partida épica diante dos indonésios Jordan/Susanto. As meias finais iniciam-se amanhã a partir das 9 da manhã, com 5 jogos e depois das 16 horas com as restantes 5 partidas, isto na hora portuguesa . Aqui pode consultar todos os resultados deste mundial, bem como o enquadramentos e horário das 1/2 finais.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Campeonato do Mundo 2014 viu duas campeães mundias afastadas no dia de hoje nos 1/8 Final.

Estão terminados os 1/8 final do Campeonato do Mundo 2014, que este ano se realiza em Copenhaga, capital da Dinamarca. Depois de uma primeira surpresa, numa fase ainda inicial da competição com a eliminação das chinesas Yixin Bao/Jinhua Tang, 1ªs cabeças de serie, hoje foi o dia em que duas campeãs mundiais caíram em singulares senhoras. A campeã mundial em titulo Ratchanok Intanon da Tailândia não resistiu à japonesa Minatsu Mitani, enquanto que a espanhola e campeã europeia, Carolina Marin afastou de força clara a chinesa Yihan Wang, 3ª cabeça de serie, e antiga campeã mundial e olímpica. Carolina Marin confessou mesmo no final da partida diante da chinesa que "Queria ir ais além do que os 1/4 de final", deixando claro que está na Dinamarca para lutar pelo titulo mundial. Ainda em singulares senhoras, destaque para a jovem indiana Sindhu P.V, que afastou a coreana, 6ª cabeça de serie Yeon Ju Bae.
Em singulares homens, Chong Wei Lee (MAL), líder mundial e o chinês Long Chen continuam imparáveis e são os mais fortes candidatos a estarem na final. Já quanto aos dinamarqueses, apenas Viktor Axelssen está e prova, já que o 3º cabeça de serie Jan O Jorgensen, não resistiu a uma pequena lesão, acabando por desistir diante do atleta da China Taipé, Tien Chen Chou no decorrer do segundo set.
Pode consultar todos os resultados e o programa dos 1/4 F, aqui.

Entrevista a Ricardo Silva (Clube Albergaria) pelo Prof. Fernando Gouveia

O nosso amigo e colaborador Prof. Fernando Gouveia elaborou uma grande entrevista a Ricardo Silva, atleta do Clube Albergaria que passamos aqui neste blogue, agora que está a terminar o tempo de defeso do Badminton.

Ricardo Silva, natural da freguesia da Glória / Aveiro e residente desde sempre em Cacia / Aveiro. Licenciado em Desporto e Educação Física pela Universidade do Porto, leccionou em 2013 / 2014 nas Actividades de Enriquecimento Curricular do 1º ciclo no Agrupamento de Escolas de Vagos. Actual jogador no Clube de Albergaria foi enquanto, não sénior um valioso e distinto badmintonista tendo conquistado muitos Campeonatos Nacionais Individuais e por Equipas representando, o Clube do Povo de Esgueira, Casa do Povo de Esgueira, a Casa do Benfica em Aveiro e o Badminton Clube de Aveiro.
De destacar que Ricardo Silva, com o seu colega e amigo Miguel Almeida, nunca em Portugal perderam, em Pares Homens, nos diversos escalões de não seniores. Os aveirenses, em percurso para a Alta-Competição, participaram em diversos estágios e torneios a nível internacional. Ricardo Silva participou, entre outras provas, no Torneio Internacional de Lausanne / Suíça por cinco vezes, em representação da Selecção Nacional (Sub-15 aos Sub-19), no Delyn Internacional Badminton (País de Gales), no Campeonato da Europa / Sub-17 de Equipas Mistas disputado, em Istambul / Turquia, com a participação de 21 países tendo a Selecção Nacional alcançado, um excelente sexto lugar e no Campeonato da Europa / Sub-19 disputado em Helsínquia / Finlândia, onde a Selecção Nacional alcançou o 7º lugar, melhor resultado até então.


Prof. Gouveia – Sendo o badminton uma modalidade sem protagonismo em Portugal e também tecnicamente muito difícil, porquê o aparecimento como atleta, havendo tantas outras modalidades com outra dimensão e visibilidade?Ricardo Silva – Foi praticamente um acaso, mas a primeira modalidade que experimentei de forma organizada e deve ter sido amor à primeira vista. Na altura provavelmente nem me apercebi disso, mas a complexidade e “totalidade” foi o que me cativou. Depois de um ano ou dois, como jogador federado cheguei a ser convidado para praticar futebol, mas a minha opção estava tomada.
FG – Os clubes de grande dimensão popular no nosso país, como é o caso do Sport Lisboa e Benfica, que tem forte poder de “marketing” se criassem secções de badminton, seria uma mais-valia importante para a modalidade?RS – Poucos são os atletas no país que não têm de pagar, para além da mensalidade, os seus equipamentos, as suas raquetes, os seus encordoamentos ou mesmo as suas deslocações, dormidas e refeições nos diversos torneios que participam ao longo da época. Não tenho dúvidas, que se os chamados “três grandes” fizessem uma aposta na modalidade, a visibilidade seria outra totalmente diferente. Consequentemente, mais fácil seria angariar apoios para os atletas que representassem esses clubes, como para todos os outros, uma vez que mais gente conheceria este belo desporto.

FG - O Badminton é uma modalidade de cariz popular a nível universal, como por exemplo na Suécia que tem enorme implantação, até como modalidade para ocupação utilíssima dos tempos livres, podendo-se dizer que a maior parte dos cidadãos tem a sua raqueta e semanalmente, sobretudo nos fins-de-semana lhe dedicam grande interesse. De resto na Alemanha, Dinamarca, Inglaterra, mesmo nos Estados Unidos, Canadá e nos países asiáticos, o Badminton é popularíssimo. Porque em Portugal nunca atingiu essa popularidade?RS – Quero acreditar, ainda que muito lentamente, as mentalidades vão mudando. Mas neste país vivemos numa “futebolcracia”. Tudo o que não seja jogado com uma bola e com os pés, ainda passa ao lado da grande massa da população portuguesa. Somos uma sociedade muito inculta, no que ao desporto e actividade física diz respeito e isso é fácil de constatar pela percentagem de população, que pratica desporto de forma regular. Mas depois toda a gente se espanta como países, com dimensão menor ou igual à nossa obtêm resultados muito mais relevantes.

FG - Por vezes cria-se a ideia de que esta modalidade é “para senhoras” ou pouco consentânea com um retrógrado de virilidade do “homem de barba dura”. Isso é um erro, mas deixamos ao nosso entrevistado a explicação devida?
RS - Essa expressão é tão absurda que nem sei por onde começar. Aquilo que mais depressa me ocorre é convidar, essas pessoas a irem experimentar um treino. Só um treino. Depois, se conseguirem largar o vício, cá estarei para dar o braço a torcer. Agora mais a sério, penso que tem a ver com a tal questão de mentalidade. Muitas pessoas associam o Badminton à praia, mas não sei se há local mais desapropriado que a praia para jogar Badminton. Contrariamente àquela que julgo ser a opinião generalizada da população portuguesa, o Badminton é dos desportos mais completos e complexos que existem. Se pensarmos, nas diversas componentes da forma desportiva (técnica, táctica, física e psicológica), todas elas estão presentes em doses massivas. Mas falando apenas na questão dos “homens de barba rija”, focando apenas na componente física do jogo, continua a ser dos deportos mais complexos e completos que existem. Para jogar têm de ser resistentes, muito fortes ao nível do trem superior e inferior, rápido e explosivo, equilibrado, ágil e coordenado. Trabalhar estes pontos pode não ser fácil e conjugá-los todos, para que quando se desenvolve um, não estragar o trabalho que que foi realizado, com os outros é de grande complexidade. Se pensarmos, que depois ainda se tem de juntar a componente psicológica, que também se treina e as componentes técnica e táctica e as suas diversas vertentes chegamos à conclusão, que efectivamente é complexo e não é para todos. Mas como disse, é aparecerem e experimentarem um treininho, só um.
FG – Como e quando começou a praticar Badminton?
RS – Desde pequeno que sempre gostei de praticar diversas actividades desportivas com familiares e amigos, mas nunca procurei uma prática formal de desporto. No 6º ano de escolaridade surgiu o convite, para experimentar um treino, no Núcleo de Badminton da Escola Aires Barbos, em Esgueira. Os treinos decorriam, no Ginásio do CIFOP na Universidade de Aveiro, à 6ª-feira ao final da tarde. Fui, gostei e fiquei. Devia ter algum jeito pois, no final desse ano, juntamente com outros colegas, fui convidado a integrar a equipa federada do Clube de Povo de Esgueira e a partir daí não havia volta a dar.

FG - Sua família apoiou essa decisão?
RS – Sempre. Felizmente tiveram possibilidades de me ajudar e também, aos meus irmãos, a praticar a modalidade que abracei. Tenho a perfeita noção do grande esforço que fizeram. Nunca me faltou nada e sem o seu apoio, nunca poderia ter conseguido o que atingi. Aliás, sem o seu apoio penso que não poderia ter optado por esta modalidade.

FG - Para se conseguir desenvolver uma eficaz formação e cultura desportiva e criarem-se condições para um desporto organizado, que sirva a grande maioria da população juvenil, o que deveria ser feito?RS – A resposta não é simples, rápida e directa. É uma luta desigual contra o apelo das tecnologias. É urgente voltar a atrair as crianças e jovens para a prática desportiva, até por uma questão de saúde pública e luta contra a obesidade. Para isso, antes de pensarmos em desporto organizado é preciso criar espaços apelativos, para que os jovens e crianças venham de novo para a “rua” brincar ao desporto. Não foi o único factor, mas a febre do betão e da construção em altura, a construção visando o lucro máximo, esqueceu-se de criar os tais espaços, para a prática informal de actividade física. Quase que diria que deveria ser obrigatório, um polidesportivo em cada bairro. Eu pergunto: se não conseguimos atrair gente para a prática informal, como o vamos fazer para a prática formal e organizada, que é bastante mais exigente? Mas isto é só o início de uma longa discussão. Por exemplo, e saltando algumas etapas, como pode uma capital de distrito não ter um Pavilhão Desportivo Municipal?

FG - Atendendo à política social e económica do país, onde a educação está longe de atingir níveis de alta qualidade vê alguma possibilidade do desporto, nomeadamente o competitivo ajudar os jovens, a cumprir determinadas regras comportamentais?
RS – Sem dúvida. O desporto é uma escola de valores, é uma escola de vida. Quando devidamente orientado, o desporto transmite e desenvolve características e qualidades nos jovens que são uma mais-valia para o seu dia-a-dia, seja enquanto estudantes ou, futuramente, enquanto profissionais de uma qualquer área. Com a prática desportiva de competição, os jovens aprendem que para ter sucesso é preciso ser-se focado, ter objectivos definidos, é necessária superação pessoal, muito trabalho e muita disciplina. Aprender a ser persistente e a não desistir à primeira dificuldade é uma característica fundamental nos dias de hoje.

FG – Para uma tão pouca competição internacional e um número baixo de jogadores filiados justifica-se a existência do Centro de Alto Rendimento em Caldas da Rainha, com espaços devidamente apetrechados e exclusivos?RS – O Centro de Alto Rendimento (CAR) é, ou deveria ser, uma mais-valia para o país e para a modalidade. Mas, no meu entendimento, um CAR não pode resumir-se a ser um pavilhão onde existem duas competições por mês. Para o ser verdadeiramente, um CAR deveria contemplar um regime de internato, onde se concentrariam os melhores jovens do país, para treinarem de forma continuada. Ao mesmo tempo teria de haver, uma coordenação com as escolas circundantes para conjugar horários escolares, com horários de treinos e competições. E basta olharmos, para a vizinha Espanha e observarmos, que este modelo funciona efectivamente. Aliás, existem não só Centros Nacionais, como Centros Regionais. Tudo isto funcionaria numa lógica de maximizar resultados desportivos e de rentabilizar o espaço ao máximo. E aí muito provavelmente teria lógica partilhar, o CAR com outra ou outras modalidades. Provavelmente existem razões, desconhecidas, que não permitem esta rentabilização de uma infraestrutura, como o CAR de Badminton. E no caso da nossa modalidade existe ainda, do meu ponto de vista, o problema da localização: um CAR tem de estar localizado perto de uma grande universidade e assim ajudar, a evitar que muitos dos nossos talentos se percam na transição de juniores para seniores.

FG - Comparativamente com países europeus de grande dimensão competitiva, Portugal tem ainda um número muito reduzido de atletas federados. Qual será a solução, para que haja uma substancial adesão de novos praticantes?RS – Como disse anteriormente, a longo prazo o primeiro passo deveria ser a massificação da prática desportiva regular, mas falando sobre a situação actual do desporto nacional penso que a solução passaria por duas grandes vertentes. Por um lado, a realização de campanhas de marketing e divulgação da modalidade, junto dos meios de comunicação social. É fundamental dar a conhecer a modalidade à população portuguesa à semelhança, do que aconteceu com o râguebi, por exemplo. Por outro lado, sendo o badminton uma das modalidades com mais receptivade junto das crianças e jovens na escola, é necessário fazer as pontes entre as aulas de Educação Física e o Desporto Escolar e entre o Desporto Escolar e o Desporto Federado.

FG - O sistema competitivo que a FPB tem a funcionar tem provocado muitas opiniões contraditórias. Será, ou não, necessário efectuar algumas alterações para que o Badminton Nacional não retroceda e dentro de algum tempo siga por caminhos pouco interessantes?RS – Penso que a criação dos Torneios Zonais, como apuramento para a Fase Nacional foi uma alteração interessante, mas que necessita de ser afinada. Com a existência de tantos Torneios Zonais e Nacionais dos vários escalões, o calendário acaba por estar muito sobrecarregado e quase não sobra espaço, para as associações desenvolverem os seus próprios calendários regionais. Relativamente às competições propriamente ditas, no caso das categorias seniores (Absolutos, C e D) é minha opinião, que a categoria de Absolutos deveria ser mais restrita. Isto permitiria, por exemplo, mudar o sistema de eliminação à primeira derrota, por um sistema de grupos. Ao reduzir o número de atletas e ao mudar o sistema, os melhores jogadores fariam um número mínimo de jogos por torneio mais elevado e jogariam mais vezes uns com os outros, o que consequentemente levaria ao elevar do nível do Badminton Nacional. E é possível fazê-lo praticamente sem aumentar o número total de jogos de um torneio. Estas são as duas grandes alterações, que penso ser urgente fazer para evitar a estagnação do Badminton em Portugal. Existem certamente outras, mas esse debate seria bastante demorado.

FG - Conhecendo-se a vocação para trabalhar com jovens, porque ainda não é treinador de Badminton?
RS – Efectivamente, apesar de possuidor da cédula de treinador, não estou à frente de nenhuma equipa de Badminton. Neste momento a minha vida profissional não me liberta muito tempo, para poder liderar um grupo de jovens da forma que eu entendo ser a mais correcta. No entanto, sempre que posso tento ajudar, nos treinos do clube que represento, o Clube de Albergaria. Também nos torneios de seniores procuro auxiliar os meus colegas, enquanto não estou a jogar. Por outro lado, tenho colaborado e dirigido estágios organizados pela Associação Regional de Badminton de Aveiro, nas interrupções lectivas dos atletas não seniores.
 
Trabalho da responsabilidade do Prof. Fernando Gouveia.

 
 

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Juniores portugueses já conhecem adversários no open da Irlanda 2014

Ricardo Silva e Daniela Conceição
Realizou-se hoje o sorteio dos Internacionais Juniores da Irlanda que se realizam de 5 a 7 de Setembro próximo na cidade de Dublin e com a participação de 4 atletas da CHELagoense: Ricardo Silva, Ângelo Silva e Daniela Conceição com o suporte do seu clube e ainda Miguel Rocha que viaja até à capital irlandesa com o apoio dos seus pais.
Em singulares homens, todos os atletas portugueses tem estatuto de cabeça de serie, estando isentos da 1ª ronda. Ricardo Silva (3/4) irá defrontar o irlandês Norman Chun Han Lau, estando colocado no quadro superior. Na parte de baixo do quadro de jogo estão Ângelo Silva (5/8) que defrontará o escocês Sean Leith e Miguel Rocha (5/8) que vai medir forças com o também irlandês Nhat Nguyen. Em singulares senhoras a única participante lusa Daniela Conceição inicia a sua competição defrontando Jéssica Hudson, atleta da casa. Em pares homens, a dupla portuguesa Ângelo Silva/Ricardo Silva tem o estatuto de 1º cabeças de serie, e defrontam os irlandeses Satchal Mikie Madden/Paul Reynolds, enquanto que Miguel Rocha/Liam Pingree 3/4 (IRL), defrontam a dupla suíça Flurin Furrer/Silvan Furrer. Finalmente em pares mistos, Ricardo Silva/Daniela Conceição são também 1ºs cabeças de serie e defrontam na 2ª ronda os suíços Silvan Furrer/Celine Dagelet. Pode consultar todo o calendário aqui.

domingo, 24 de agosto de 2014

Estágio Regional/Nacional do CDRP tem inicio amanhã nos Prazeres

Inicia-se amanhã dia 25 nos Prazeres, terminando no próximo sábado 30 de Agosto de 2014, o  primeiro estágio Regional/Nacional de Badminton da época 2014/2015. O evento faz parte do calendário oficial da ABRAM - Associação Badminton da Região Autónoma da Madeira, sendo organizado pelo CDRPrazeres, contando com o apoio da Camara Municipal da Calheta e da Associação de Badminton RAM. Neste estágio estarão presentes os atletas continentais, Bernardo Atilano, que este ano se mudou para a NovaSemente (Espinho), Joana Lopes (CAO), Margarida Rodrigues, Núria Ismail (SIMPS), e os atletas de referencia da Região Autónoma da Madeira, sugeridos pelos Clubes filiados na ABRAM, onde se destacam, Hugo Batista, Duarte Nuno Anjo, Sofia Setim (CDRP), Ana Fernandes, Afonso Mendonça, Nuno Gomes (CSMA) e Luísa Faria (ADP), num total de 26 atletas. O estágio dá inicio à nova época na ilha da Madeira, estando adequado com as características técnicas e especificas de inicio de temporada, sendo orientado pelo técnico inglês Tim Willis, que contará com o apoio de Duarte Anjo e dos técnicos dos clubes envolvidos. Alguns técnicos madeirenses, que ainda são estagiários, irão também colaborar em algumas situações. Os atletas participantes, terão duas sessões diárias divididos por dois grupos. O estágio termina com um torneio de singulares no sábado 30 de Agosto. Foram convidados para participarem no estágio a olímpica e atleta madeirense Ana Moura e António Gonçalves, no entanto os mesmos ainda não confirmaram a sua presença nos Prazeres.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

BWF World Championships 2014 - Afinal há um português na competição! Será este o ano de Chong Wei Lee!

Está à porta o 21º Campeonato do Mundo de Badminton, que este ano se realiza em Copenhaga, Dinamarca. Esta é a 4º vez que a capital dinamarquesa recebe um mundial, depois de 1983, 1991 e 1999. Este é também o 1º mundial após os cinco títulos conseguidos pelo grande campeão e grande ausente este ano, Lin Dan da China. Será também a grande oportunidade de Chong Wei Lee (MAL), conquistar um grande titulo. Um titulo que o malaio procura há longos anos e que já merece. Para muitos, Chong Wei Lee é o melhor jogador do Mundo da actualidade. No entanto outros atletas estarão em Copenhaga empenhados em estragar a festa de Chong Wei Lee, principalmente o chinês Long Chen, e o dinamarquês Jan O Jorgensen. A tailandesa Ratchanok Intanon também estará presente e vai tentar o seu 2º titulo consecutivo, mas terá forte oposição da armada chinesa.
Portugal como é do conhecimento geral, não terá qualquer atleta neste mundial, sendo este o 2º ano consecutivo sem atletas lusos, depois de Pedro Martins ter estado em Londres (2011 e Paris (2010) e Telma Santos em Paris (2010).
Portugal, no entanto, tem na Dinamarca um português. Trata-se de Marco Vasconcelos, antigo atleta olimpico e selecionar nacional de Portugal. Marco Vasconcelos, comanda desde à ano e meio, as selecções júnior e sénior do Brasil.
Ao contrário de Portugal, o Brasil, agora comandado pelo técnico madeirense Marco Vasconcelos, marca presença na Dinamarca com 6 atletas, competindo em todas as modalidades. No comando técnico da selecção junior, Marco Vasconcelos já conquistou por duas vezes a medalha de Prata nos jogos Pan Americanos, fazendo história para o badminton brasileiro. Ainda recentemente, no Open do Brasil 2014, duplas brasileiras conseguiram apuramento histórico para as 1/2 finais de um Grand Prix. A aposta brasileira na modalidade é de tal forma séria, que atletas e treinador, já se encontram em Copenhaga a preparar o Mundial desde o dia 13 de Agosto.
Pode ver o calendário do Mundial aqui.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Ricardo Silva, Ângelo Silva, Daniela Conceição e Miguel Rocha no Open Junior da Irlanda

Os atletas da CHELagonse, Ricardo Silva, Ângelo Silva, Daniela Conceição e Miguel Rocha vão participar nos Internacionais Juniores da Irlanda 2014, que se realizam em Dublin de 5 a 7 de Setembro. Ricardo Silva, Ângelo Silva e Daniela Conceição estarão na capital irlandesa com o apoio da CHELagoense, enquanto que Miguel Rocha irá por conta própria e com o apoio dos seus pais.
O sorteio da competição será realizado no dia 26 de Agosto na sede do Badminton Europe. Para além da competição de singulares, Ângelo Silva/Ricardo Silva e Miguel Rocha/Liam Pingree (IRL), disputarão ainda a competição de pares homens, enquanto que Ricardo Silva/Daniela Conceição, representarão Portugal e a CHELagoense na variante de pares mistos.  Lista de inscritos.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Novasemente continua a reforçar-se

A Novasemente continua a reforçar-se, e para a temporada de 2014/15 já garantiu os atletas Bernardo Atilano ex-AJ, João Bernardo Alves ex-CAO e Sofia Duarte ex-CBC. Para além dos atletas já mencionados, a Novasemente conseguiu ainda trazer de volta para o badminton Pedro Gomes, que irá vestir as cores do clube Novasemente, colaborando como treinador e orientador de alguns atletas da zona de Lisboa que representam o clube de Anta - Espinho. Segundo Luis Pinto, treinador e um dos responsáveis do badminton da Novasemente, Bernardo Atilano, um dos mais jovens promissores atletas portugueses, continuará a treinar na Academia orientado pelos técnicos Tim Willis e Filipa Lamy. João Bernardo Alves e João Marques, estarão por conta do técnico Pedro Gomes, enquanto que Sofia Duarte irá estar parada até Dezembro, já que se encontra a recuperar de uma intervenção cirúrgica a que foi sujeita no último mês. Os novos atletas que em 2014/15 irão representar o NGD, com excepção de Sofia Duarte, participaram na passada semana no estágio Internacional, organizado pelo clube espinhense.

Grand Prix do Brasil 2014 testou novo sistema de pontuação - Marco Vasconcelos comandou atletas brasileiros até 1/2 finais

O Grand Prix do Brasil 2014, que terminou no passado domingo,10 de Agosto no Rio de Janeiro, testou o novo sistema de pontuação que se encontra em fase de teste. Os atletas testaram o sistema de pontuação até aos 11 pontos, sem vantagens e à melhor de 5 sets (vitória para quem vence 3 sets). No que se pode observar, os tempos de jogo são muito idênticos aos do sistema actual, podendo talvez falar-se numa poupança média de 5 a 10 minutos numa partida equilibrada e que atinga a "negra". No entanto apenas os atletas que testaram o sistema poderão aferir deste novo sistema, que vai requerer uma maior concentração e um esforço mental dos atletas, já que não existe espaço para relaxar durante os sets. Linhas & Finas tentou ter algum feedback junto de alguns atletas brasileiros que disputaram o Open do Brasil e o novo sistema, mas até ao momento não foi possível. O treinador português Marco Vasconcelos, responsável máximo pela selecção brasileira, esteve a acompanhar os seus atletas neste Grand Prix de 50.000 Dólares, e considerou a presença de duas duplas brasileiras nas 1/2 finais, como um resultado fantástico, nunca antes conquistado por nenhum brasileiro. "- O trabalho vem dando resultado e hoje já podemos nos comparar aos melhores da Europa. Num torneio como este, com atletas de ponta, chegamos em duas semifinais. Hoje, os adversários dos atletas brasileiros em duplas já têm respeito pelos nossos atletas -", comentou Marco Vasconcelos.

domingo, 10 de agosto de 2014

8ª Campeonato da Europa de Veteranos 2014 - Caldas da Rainha 21 a 27 Setembro - Lista de Inscritos

Já é conhecida a lista de inscritos para a 8ª Edição do Campeonato da Europa de Veteranos que irá decorrer entre os dias 21 e 27 de Setembro nas Caldas da Rainha. Mais de 800 inscritos em representação de 31 nações do velho continente. A Federação Portuguesa de Badminton tem assim um dos maiores desafios como pais organizador, já que vai ser necessário uma enorme logística para uma competição com tantos participantes, que na sua maioria se fará acompanhar por  familiares. A cidade das Caldas da Rainha, vilas e cidades vizinhas irão por certo agradecer esta organização atribuída pelo Badminton Europe à Federação Portuguesa de Badminton. Atletas dos 35 aos +70 anos estarão em competição, entre eles muitos portugueses que não quiseram perder a ocasião da competição se disputar em Portugal e participarem assim num grande evento europeu. O Sorteio será realizado duas semanas antes do inicio da competição, sendo publicado de imediato. Também já são conhecidos os Juízes-árbitros e árbitros para a competição. Como Juíz-árbitro principal teremos o já conhecido dos portugueses, Ronny De Vos, da Bélgica, um dos mais conceituados juízes mundiais, e que em 2008 esteve como juiz-árbitro principal no Mundial Universitário de Braga. Os outros juízes serão a portuguesa Susana Maldonado e o estónio Artur Zaluzhnoi. Serão 28 os árbitros que também estarão nas Caldas da Rainha, e para já o destaque vai para o português João Sousa, que teve direito a convocatória directa por parte do organismo máximo do badminton europeu. No entanto Portugal vai ter direito a colocar mais 3 árbitros na competição. Aqui pode ver a lista completa de jogadores e aqui de árbitros. Quantos aos portugueses inscritos aqui deixamos os seus nomes e prova que irão disputar:

+35
Singulares Homens - Rui Colaço, Luís Cruz, Délio Gonçalves e Carlos Ricardo
Singulares Senhoras - Vera Martinho
Pares Homens - Carlos Ricardo/Luís Nesbitt, Délio Gonçalves/Luís Cruz e Fernando Silva/Hugo Rodrigues
Pares Senhoras - Vera Martinho/Maria Ferreira
Pares Mistos - Rogério Santos/Vera Martinho
+40
Singulares Homens - Fernando Silva, Nelson Dias e Gonçalo Sousa
Singulares Senhoras - Maria Vasconcelos
Pares Homens - Nelson Dias/Luís Duarte e Pedro Gomes/Gonçalo Sousa
Pares Senhoras - Ana Silva/Maria Vasconcelos
Pares Mistos - Nelson Dias/Filomena Cavaco e Luís Duarte/Maria Vasconcelos
+45
Singulares Homens - João Martins, Luís Nesbitt e Albino Freitas
Singulares Senhoras - Maria Ferreira
Pares Homens - António Henriques/João Martins, Paulo Dias/José Rodrigues e António Lopes/Javier Waeyenbergh (ES)
Pares Mistos - Luís Nesbitt/Ana Silva
+50
Singulares Homens - Jorge Azevedo, José Costa, João Matos e António Henriques
Singulares Senhoras - Ana Silva e Maria Rodrigues
Pares Homens - José Costa/João Matos, Albertino Araújo/Jorge Azevedo, José Assunção/Vasco Barba
Pares Senhoras - Filomena Cavaco/Maria Rodrigues
Pares Mistos - José Costa/Maria Rodrigues e Albertino Araújo/Anabela Araújo
+55
(Competição que teve apuramento em singulares homens)
Singulares Homens - Jorge Tavares, João Silva, Luís Durando e Albertino Araújo
Singulares Senhoras - Margarida Albuquerque
Pares Homens - João Silva/Jorge Tavares, Luís Durando/Jorge Nogueira e Mário Albuquerque/Stephen Waddell (IRL)
Pares Senhoras - Margarida Albuquerque/Dolores Tourino (ESP)
Pares Mistos
Mário Albuquerque/Margarida Albuquerque
+60
---
+65
Pares Homens - José Azevedo/Fernando Estevez (ESP)
+70
Singulares Homens - José Azevedo
 

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Ana Moura (Univ. Coimbra) e Ruben Vieira (Univ.Minho) em destaque na competição individual de badminton dos 2ºs EUGames 2014

A atleta portuguesa Ana Moura subiu ao pódio nos 2ºs EUGames  2014, conquistando  a medalha de bronze em singulares senhoras na modalidade de badminton para a Universidade de Coimbra. A atleta olímpica esteve no seu melhor nível, perdendo apenas nas 1/2 finais para a russa Anastasia Chervyakova, 2ª cabeça de serie e 104ª do ranking mundial, por 19-21/12-21, depois de ter afastado nos 1/4 de final a alemã Anika Dorr, 3ª cabeça de serie e 228ª classificada do ranking mundial.
Também Ruben Vieira da Universidade do Minho, esteve em bom plano ao ser afastado apenas nos 1/4 final pelo polaco Mateusz Dubowski, 3º cabeça de serie da competição de singulares homens e 212º do ranking mundial. Em duplas mistas, Miguel Pinto/Ana Moura da Universidade de Coimbra acabaram por realizar também uma excelente prova, sendo afastados apenas nos 1/4 F pelos russos e já finalistas Vitaliy Konov/Yelyzavete Zharka. Os restantes atletas lusos em representação das duas Universidades portuguesas, acabaram por cumprir com o que era os seus objectivos.

Resultados dos Universitários portugueses
Singulares Homens
1ª Ronda
Diogo Ferreira (Minho) perdeu com Antoine Bebin (Rouen) por 6-21/10-21
2ª Ronda
Diogo Silva (Coimbra) perdeu com Vural Emre (Uludag) por 8-21/11-21
Nuno Sá (Minho) perdeu com Nicolas Lenggenhager (Geneve) por 13-21/18-21
Ruben Vieira (Minho) venceu Lukas Litvinas (Kaunas) por 21-9/21-14
Tiago Veloso (Coimbra) perdeu com Mohamed Belarbi (Bordeaux) por 6-21/6-21
Miguel Pinto (Coimbra) perdeu com Tobias Wadenka (Saarland) por 15-21/8-21
3ª Ronda
Ruben Vieira (Minho) venceu Emre Lale (Uludag) por 21-18/21-17
1/4 Final
Ruben Vieira (Minho) perdeu com Mateusz Dubowski (Opole) por 13-21/3-21
 
Singulares Senhoras
1ª Ronda
Ana Moura (Coimbra) venceu Samanta Grossen (Berna) por 21-5/21-6
2ª Ronda
Ana Ferreira (Minho) perdeu com Manuela Diaz (Granada) por 11-21/9-21
Margarida Soares (Coimbra) perdeu com Darya Samarchants (Kharkov) por 8-21/4-21
Ana Moura (Coimbra) venceu Indre Stareviciute (Kaunas) por 21-13/21-8
Ana Amaral (Minho) perdeu com Cemre Fere (Uludag) por 15-21/8-21
Ana Dias (Coimbra) venceu Beatrice Csehak (Timisoara) por 21-12/21-17
Joana Amaral (Minho) perdeu com Aleksandra Walaszek (Opole) por 13-21/11-21
3ª Ronda
Ana Moura (Coimbra) venceu Cemre Fere (Uludag) por 21-17/15-21/21-13
Ana Dias (Coimbra) perdeu com Aleksandra Walaszek (Opole) por 16-21/15-21
1/4 F
Ana Moura (Coimbra) venceu Anika Dorr ((Duisburg-Essen) por 13-21/21-15/24-22
1/2 F
Ana Moura (Coimbra) perdeu com Anastasia Chervyakova (Saratov)
 
Pares Homens
1ª Ronda
Miguel Pinto/Diogo Silva (Coimbra) perderam com Andrey Dolotov/Ilia Kamyshenkov (Novogrod) por 16-21/21-18/16-21
2º Ronda
Nuno Sá/Ruben Vieira (Minho) perderam com Christoph Heiniger/Thomas Heiniger (Berna) por 8-21/10-21
 
Pares Senhoras
2ª Ronda
Ana Moura/Ana Dias (Coimbra) perderam com Cemre Cefe/Neslhan Kiliç (Uludag) por 12-21/13-21
Ana Carvalho/Ana Ferreira (Minho) perderam com Susanne Koschnik/Linda Reuther (Saarland) por 6-21/13-21
Ana Santos/Margarida Soares (Coimbra) perderam com Aleksandra Walaszek/Aneta Wojtkowka (Opole) por 9-21/8-21
Joana Amaral/Ana Amaral (Minho) perderam com Charlie Sehier/Laure Etourneau (Rouen) por 12-21/17-21
 
Pares Mistos
1ª Ronda
Diogo Ferreira/Ana Carvalho (Minho) perderam com Mateusz Pietauszka/Aleksandra Walaszek (Opole) por 5-21/4-21
Tiago Veloso/Ana Dias (Coimbra) venceram Nicolas Lenggenhager/Lucy Nusbaumer (Geneve) por FC
Miguel Pinto/Ana Moura (Coimbra) venceram Nejded Sen/Cemre Fere (Uludag) por 21-10/21-12
2ª Ronda
Nuno Sá/Ana Amaral (Minho) venceram Tiago Veloso/Ana Dias (Coimbra) por 21-16/21-16
Ana Moura/Miguel Pinto (Coimbra) venceram Ruben Vieira/Joana Amaral (Minho) por 21-11/21-13
Diogo Silva/Ana Santos (Coimbra) perderam com Adrian Dziolko/Aneta Wojtkowka (Opole) por 4-21/13-21
3ª Ronda
Nuno Sá/Ana Amaral (Minho) perderam com Javier Sanchez/Marina Fernandez (Granada) por 16-21/10-21
Miguel Pinto/Ana Moura (Coimbra) venceram Tobias Wadeaka/Susanne Koschnik (Saarland) por 21-11/21-8
1/4 F
Miguel Pinto/Ana Moura (Coimbra) perderam com Vitalliy Konov/Yelyzaveta Zharka (Kharkov) por 14-21/10-21

Universidades de Coimbra e do Minho nos 2ºs EUGAMES 2014

As Universidades de Coimbra e do Minho são as representantes portuguesas na modalidade de Badminton, nos 2ºs EUGames 2014, que decorrem até amanhã na cidade holandesa de Roterdão.
Os 2ºs EUGames, juntam 2900 estudantes em representação de 64 Universidades de 35 países e tiveram inicio no passado dia 24 de Julho, enquanto que a competição de Badminton apenas se iniciou no passado dia 4 de Agosto.
A competição de Badminton por equipas já terminou, com a Universidade do Minho a conquistar o 10º lugar e a Universidade de Coimbra a conseguir o 13º lugar, num total de 18 universidades presentes na competição de Badminton.
Numa primeira da competição, as 18 Universidades foram distribuídas por 6 grupos, tendo a Universidade do Minho sido colocada no Grupo#A e a Universidade de Coimbra no Grupo#D. Nos dois encontros realizados por ambas as universidades lusas, a do Minho averbou uma vitória e uma derrota, enquanto que a de Coimbra perdeu os dois encontros realizados. No Grupo#A com o 2º lugar, a equipa da Universidade do Minho acabou por disputar uma posição entre o 7º e o 12º lugar, terminando a competição no 10º posto, enquanto que a Universidade de Coimbra disputou um lugar entre o 13º e 18º posto, terminando no 13º lugar, já que venceu todos os jogos desta fase. A competição foi ganha pela Universidade de de Duisberg-Essen (GER) que na final venceu a Universidade turca de Uludag 1.
A Universidade do Minho apresentou em Roterdão os seguintes atletas: Joana Amaral, Ana Amaral, Ruben Vieira, Ana Ferreira, Diogo Ferreira, Nuno Sá e Ana Carvalho. A Universidade de Coimbra fez deslocar os atletas: Diogo Silva, Miguel Pinto, Ana Moura, Ana Santos, Ana Dias, Tiago Veloso e Margarida Soares.

Resultados das Universidades Portuguesas
1ª Fase 
Grupo#A
Radboud University Nijmegen (NED) 5 - 0 Universidade do Minho (POR)
Universidade do Minho (POR) 3 - 2  Kaunas University of Technology (LTU)
Grupo#D
Universidade de Coimbra (POR) 2 - 3 Univercity of Duisberg - Essen (GER)
University of Bordeaux (FRA) 3 - 2 Universidade de Coimbra (POR)
 
2ª fase
7º ao 12º lugar
Universidade do Minho (POR) 0 - 3 Opole University (POL)
Polytechnic University of Timisoara (ROM) 3 - 1 Universidade do Minho
13º ao 18º lugar
Universidade de Coimbra (POR) 3 - 2 Universidade of Geneve (SUI)
Kaunas University of Technology (LTU) 0 - 3 Universidade de Coimbra (POR)
Universidade de Coimbra (POR) 3 - 1 University of Berna (SUI)

terça-feira, 5 de agosto de 2014

1º Estágio Internacional da Novasemente Grupo Desportivo vai decorrer em Espinho de 10 a 17 de Agosto

" A Novasemente Grupo Desportivo - Badminton vai realizar o seu 1º Estágio Internacional de Badminton, no Pavilhão do Cassufas em Anta - Espinho entre os dias 10 a 17 de Agosto.
Este estágio irá contar com a presença de cerca de 40 atletas oriundos de vários pontos do país, estando confirmada a presença do Campeão Nacional de Absolutos, Pedro Martins e de alguns atletas de outros países, nomeadamente de Espanha.
Os treinadores convidados pela NGD - Badminton para a realização deste estágio são, Nuno Santos (atleta e treinador da Associação Académica de Coimbra) e Ângelo Santos (treinador da Escola de Badminton D. Maria II/UM). Irão estar presentes mais técnicos que vêm acompanhar os seus atletas, entre eles António Pinto Leite da CHELagoense.
O estágio terá treinos bi-diários e incluem estadia e alimentação para todos os atletas.
Na quarta-feira dia 13, será realizado um jantar convívio com os pais dos atletas, técnicos, comunicação social e representantes da Autarquia, onde será igualmente feita a apresentação oficial das novas contratações da NGD - Badminton.
O estágio conta com o apoio integral da parte da Câmara Municipal de Espinho através do seu Presidente, Dr.Pinto Moreira, da Divisão de Desporto,  Dr. Jorge Crespo e do Gabinete de Apoio às Colectividades, Dra. Ana Loureiro.
Para além dos apoios já mencionados o estágio irá ser completamente patrocinado pela marca Li-Ning, através dos seus representantes Hugo Ferreira e Roberto Spínola da Li-Ning Portugal.

Clube Académico de Odivelas participou nas Férias Desportivas - Verão 2014‏

O Clube Académico de Odivelas participou no programa de ocupação de tempos livres denominado "Férias Desportivas - Verão 2014 ". Este evento inseriu-se no âmbito da promoção e divulgação da modalidade de Badminton, em parceria com a Divisão do Desenvolvimento Desportivo da Câmara Municipal de Odivelas, decorrendo entre os dias 30 de Julho a 1 de Agosto no Pavilhão da Escola Secundária da Ramada.
O objetivo do Clube Académico de Odivelas foi divulgar a modalidade de badminton aos mais de  130 participantes pela prática da atividade física para os jovens de Odivelas, com idades compreendidas entre os 6 e os 17 anos.
A equipa técnica do Académico de Odivelas foi liderada pelos treinadores, Vânia Leça e Maurino Silva, com a colaboração dos monitores, Diogo Magro, Bianca Furtado e Vasco Martins, onde tiveram também a oportunidade de trocar experiências com o treinador Ricardo Fernandes de visita a Portugal para orientar um estágio internacional na cidade de Coimbra.
A metodologia do treino aplicada foi "Brincar para Jogar ", onde foram ensinados os princípios básicos para a prática deste desporto.
Foram efectuados jogos baseados no entretenimento, agilidade e no equilíbrio de coordenação, com o objetivo de trabalhar as habilidades motoras gerais.
Participaram neste evento desportivo cerca de 132 jovens, divididos em 8 grupos, por escalões e idades.
O Académico de Odivelas  decidiu aceitar este desafio pois queria permitir aos jovens a oportunidade de vivenciar diferentes experiências, contribuindo igualmente para a aquisição de hábitos de vida activa, valores, normas e costumes saudáveis. A captação de novos atletas para o clube, foi outro dos objetivos, sendo entregues flyers aos participantes para que ficassem a conhecer melhor o Badminton e o Clube Académico de Odivelas.

Fonte e Foto: CAO

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Estágio Internacional de Coimbra inicia-se amanhã na cidade Universitária sob coordenação de Ricardo Fernandes

Ricardo Fernandes está de regresso a Portugal, para  mais um estágio internacional de badminton a decorrer entre os dias 29 de Julho e 4 de Agosto na cidade histórica de Coimbra.
A organização e coordenação  do estágio está a cargo do próprio treinador, que lembramos treina um dos melhores clubes suecos da actualidade, contando ainda com a colaboração dos treinadores Nuno Santos (AAC) e do sueco Harry Bergmark, que farão também parte da equipa técnica que irá orientar as sessões de treino diárias, divididas entre os grupos #1 (atletas dos escalões mais jovens/até sub15) e grupo #2 (atletas a partir do escalão sub17).
Para além de variadíssimos atletas portugueses convidados para estarem neste estágio, o mesmo será enriquecido com a presença de 24 atletas estrangeiros, oriundos da Suécia (22), Espanha (1)  Inglaterra (1). Um numero elevado de atletas estrangeiros, entre eles alguns internacionais suecos, sendo esta uma  excelente oportunidade para que os atletas lusos presentes neste estágio, possam ter mais um contacto internacional, aproveitando para  treinarem e jogarem com jogadores de outros países com diferentes técnicas e estilos de jogo. 
Uma referência para a envolvência do professor da Universidade de Desporto de Coimbra, Miguel Oliveira na organização e apoio logístico a este estágio internacional, tal como o apoio da Câmara Municipal de Coimbra, Associação Académica de Coimbra, Universidade de Coimbra e do Departamento de Desporto da Universidade de Coimbra. O estágio decorrerá no Estádio Universitário de Coimbra no pavilhão nº 3, onde para além das sessões de treino físico, técnico/tático, realizar-se-á no domingo, 3 de Agosto, um torneio final de estágio. No dia 4 de Agosto, ultimo dia do estágio, irão decorrer algumas actividades lúdicas, onde se destaca uma ida à praia e desportos radicais, tudo na Figueira de Foz.