linha & finas

Acompanhe aqui as noticias mais significativas sobre badminton

Leia tudo numa só página, as "noticias" e os "cartoons". Participe...enviando-nos noticias de badminton da sua Região, Clube ou Associação, que estas serão publicadas para uma maior divulgação da modalidade. e-mail : linha.boto@gmail.com

Há notícias que só no maior jornal de badminton
de Portugal se podem ler....


Última Hora

...

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Federação Portuguesa de Badminton divulga calendário oficial para época 2014/15

A Federação Portuguesa de Badminton divulgou ontem no seu site oficial o calendário oficial para a época 2014/15.
O calendário para a nova temporada que se aproxima a largos passos, é basicamente uma cópia do calendário do ano anterior, com uma ou outra exepção.
Para além da organização este ano por parte da Federação Portuguesa de Badminton do Campeonato da Europa de Veteranos, esta será mesmo a 1ª prova inserida no calendário. O Europeu de Veteranos decorrerá no Centro de Alto Rendimento das Caldas da Rainha entre os dias 21 e 27 de Setembro. O circuito nacional abre as suas portas a 28 de Setembro com a realização do 1º zonal. Para já o calendário não contempla nenhuma jornada do Circuito Nacional - Fase Nacional, quer no arquipélago da Madeira ou Açores, uma novidade, já que nos últimos anos a Madeira tem organizado pelo menos uma prova do circuito nacional. O Campeonato Nacional de Sub21, está já este ano contemplado no calendário oficial tendo a sua data marcada para 30 e 31 de Maio, mas desta vez nas Caldas da Rainha. Outra das novidades é a possibilidade dos clubes e associações poderem concorrer para organizarem jornadas nacionais de veteranos. Uma oportunidade que se saúda, e que esperemos clubes e associações adiram. Uma oportunidade de descentralizar a modalidade e ao mesmo tempo melhorar a qualidade da competição de veteranos, que tem vindo a "morrer" aos poucos em Portugal. O Europeu de Veteranos em Portugal, pode também ser uma rampa para o relançar de alguns veteranos na competição desta nova temporada.
Em 2015, a Federação Portuguesa de Badminton organiza a 50ª Edição dos Internacionais de Portugal, meio século de competição que vai por certo merecer uma atenção especial por parte dos responsáveis federativos! Seria óptimo que para comemorar a edição 50 dos Internacionais de Portugal, a Federação Portuguesa de Badminton, transformasse o Torneio português de International Series para International Challenge, melhorando não só o prize Money, como a qualidade dos atletas que se deslocariam a Portugal de 5 a 8 de Março.
Resta agora saber se o sistema competitivo de seniores e não seniores se mantém para a nova temporada. Consulte aqui o calendário oficial.

Noticias FPB num minuto

 
Calendário Oficial 2014/15

Magazine Badminton da FPB - Campeonato Nacional de Não Seniores

Por motivos alheios a este blogue o vídeo Magazine Badminton da FPBadminton sobre o Nacional de Não Seniores foi removido pela produtora ActivideoTV. Muito provavelmente porque o esmo não incluía os escalões de sub11 e sub13. Pensamos ainda que brevemente o mesmo estará disponível já devidamente corrigido.
 

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Formação Contínua de Treinadores de Badminton decorreu nos dias 12 e 13 de Julho ultimo no CAR

Decorreu nos dias 12 e 13 de Julho no Centro de Alto Rendimento para o Badminton nas Caldas da Rainha, a formação contínua específica para Treinadores de Badminton, programada pela Federação Portuguesa de Badminton. Esta ação de formação foi ministrada pelo Técnico Nacional, Professor Jorge Cação, contando com a participação de 32 treinadores. Esta acção de formação correspondeu a 12 horas e 30 minutos de formação presencial e 2 horas e 30 minutos de trabalho não presencial (correspondendo 2.5 unidades de crédito. totalizando 2.75 UC).
Os temas abordados nesta ação de formação foram os seguintes:
  • - Etapas de desenvolvimento dos atletas, via desporto de competição;
  • - Tipos de treino de resistência;
  • - Exercícios técnicos/táticos para singulares e pares;
  • - Estratégicas de planeamento da época desportiva e metodologia de treino.
Foram caraterizadas as sete etapas de desenvolvimento do atleta a longo prazo, onde foram formados sete grupos de trabalho, em que cada grupo tinha como finalidade, apresentar, explicar e colocar em prática os exercícios com demonstração na etapa que foram selecionados.
Destaca-se a troca de experiências e conhecimento entre os treinadores, sendo muito importante e visando a evolução de todos na representação dos seus respetivos clubes. Ficam aqui registadas as palavras de Teotónio Lima: "Quem quer continuar a ensinar, não pode deixar de aprender".
Na última parte, o técnico Tim Willis fez algumas demonstrações de exercícios, de singulares e de pares, onde corrigiu diversas situações.
No final desta formação, o Técnico Nacional, Jorge Cação, agradeceu a todos os presentes, o empenho, dedicação e a troca de experiências obtidas.
 
 
 
Fonte. CAO
Fotos: Luís Durando

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Escolas de Badminton - Artigo de Fernando Gouveia, Prof.

Escolas de Badminton
 
Num período de enorme necessidade de divulgar o Badminton e criarem-se condições para se movimentarem grande número de crianças, incutindo-lhes vivências desportivas e sociais, uma mais-valia para uma muito desejada prática regular de desporto. Damos aqui o exemplo de como criar uma Escola de Badminton
Mas, também haverá a necessidade de educar, os pais, outros educadores e também a generalidade dos Vereadores do Desporto, das Câmaras Municipais, para entenderem que o país deverá ser conduzido para uma cultura desportiva bem melhor, pelo que o desporto nacional deverá ser convenientemente reorganizado e aumentar substanciosamente, o número de praticantes.

Introdução
Educar pelo desporto é um importante tema para sensibilizar as crianças, para a prática desportiva, satisfazendo a necessidade de viver atleticamente e assim terem a possibilidade de exprimir força e destreza que incitam a jogar, a lutar, a progredir e desenvolver o espírito ganhador.
No final do século IXX, o desporto moderno foi criado pelos Anglo-Saxónicos com o objectivo de possibilitar á classe dirigente de um país desenvolver as virtudes físicas e morais necessárias à manutenção da sua classe como dominante.
As “Escolas de Badminton ”, quando criadas terão como grande finalidade a sensibilização para a prática do desporto e nunca com o objectivo de “fazer campeões”. Os “campeões” já nascem campeões...
Nesta etapa de desenvolvimento desportivo da criança, a educação atlética e desportiva serão fundamentais para quem prosseguir, mas os pais deverão ter uma atitude muito positiva, não só criando condições para que a criança seja pontual e assídua, como também na sua organização, nomeadamente com as actividades escolares, lúdicas e sociais. Pais com cultura desportiva são a garantia de uma criança vocacionada para o desporto.
Pretende-se que a criança exprima a sua estabilidade, alegria de viver e paixão pelo desporto.
Deveremos incutir uma forte dinâmica de grupo, compreendendo progressivamente o que é a vivência saudável em grupo, cujos camaradas serão por eles escolhidos.
As “Escolas de Badminton” destinam-se a crianças dos 8 aos 11 anos, distribuídas por dois escalões etários, 8 / 9 e 10 / 11 anos, organizada e apoiada por uma excelente estrutura de acolhimento. Pretende-se desenvolver sob os seus diferentes aspectos, o equilíbrio e o dinamismo.

A Criança e o Jogo
A criança tem no jogo um importante meio recreativo e desportivo que deverá ser encarado como um complemento do crescimento físico, mental emocional e social, permitindo-lhe agir contra o medo e onde o prazer de participar, não só por entretimento, mas também lhe permitir conquistas e esforço.
Numa presente sociedade egoísta, individualista e materialista deveremos tentar oferecer um máximo de condições para o desenvolvimento da sua personalidade, pelo que a competição pedagogicamente organizada deverá ser conseguida com qualidade.
A atitude da criança para com o jogo representa uma verdadeira actividade “física natural”, onde com o seu entusiasmo aplica grande parte da sua energia, fundamentalmente, a criança gosta de brincar e de jogar. O jogo é o seu mundo, absorvendo-a totalmente.
A criança deve ser levada a alcançar o domínio das habilidades motoras através das próprias aptidões, estimulando assim, a sua capacidade criadora.
No jogo a criança irá encontrar e vencerá algumas dificuldades, descobrirá o prazer do esforço e aprenderá a lutar para progredir.
As actividades em grupo desenvolvem a sociabilização, daí a necessidade da introdução de formas de actividades que estimulem a apreciação do comportamento social, domínio de si mesmo, auto-controle e respeito ao próximo.
Será nesta etapa etária que irá demonstrar grande faculdade de imitação a aprendizagem gestual será bem evidente pelo que será muito importante que pontualmente assista a boas demonstrações, quer ao vivo ou por exibições de filmes técnicos de qualidade.
Nestas idades deveremos durante a unidade de treino, proporcionar uma actividade variada, pelo que a sua organização deverá ser cuidadosa e apoiada dentro do possível por um conjunto de equipamentos didácticos

A Importância dos Jogos na Progressão Pedagógica
Os jogos para além de contribuírem para a animação de uma sessão são também excelentes instrumentos para o desenvolvimento individual e social dos elementos de um grupo. Nestes jogos poderemos observar o comportamento individual, o relacionamento com os outros e o empenhamento. Jogar é sair da rotina.
O jogo não é um fim, mas um meio de alcançar o fim.
A criança para crescer tem necessidade de ar, de luz, de movimento, precisa ainda mais de alegria e de segurança para a evolução normal.
As faculdades de assimilação e adaptação são progressivas com o crescimento.
Os momentos de lazer vão dar à criança possibilidades de desenvolver qualidades paralelamente aos estudos e irão ser de grande qualidade no futuro.
O jogo é uma actividade em que se participa voluntariamente, tem “leis” iguais para todos, obedece à dinâmica da vontade das crianças, sendo talhado à medida das suas capacidades

Organização de Competições
Serão indicadas soluções práticas para os difíceis problemas de organização de competições adaptadas aos escalões etários a desenvolver.
O jogo e a confrontação deverão ser complementados com atitudes de elevado “fair play”, conduzindo as crianças a um espírito de comunidade, alegria e de qualidades formativas e sociais.

Objectivos
- Sensibilizar crianças e seus familiares, para a necessidade da prática regular de desporto
- Conduzir os melhores valores, vocacionados para a competição, filiando-os, pelo clube
- Criar condições sociais e desportivas entre, monitores, treinadores, praticantes e familiares

Destinatários
- 4 crianças, por cada campo, dos 8 aos 11 anos

Enquadramento Técnico
– Jovens monitores ou treinadores, de reconhecida capacidade técnica, pedagógica e muito vocacionados, para orientar crianças.

Local
- Pavilhão Desportivo Municipal ou de uma da Escola, com capacidade de marcação de um mínimo de seis campos

Horário
- Duas vezes por semana, durante 90’ de Setembro a Junho
 
Apetrechamento
- Raquetes, grande quantidade de volantes sintéticos, redes, 2 postes porcada campo, 12 cordas, 12 cones e 12 aros

Protocolos
– A desenvolver entre as Câmaras Municipais, Clubes, Associações Regionais, Federação Portuguesa de Badminton e Equipas de Apoio às Escolas / Desporto Escolar
 
Prof. Gouveia

terça-feira, 15 de julho de 2014

Medigames 2014 realizou-se na Áustria com participação portuguesa

Realizou-se de 21 a 28 de Junho ultimo, a 35ª edição dos Jogos Mundiais de Medicina e Saúde (Medigames), que este ano contou com participação de dois atletas federados portugueses.
Lúcia Jerónimo e José Rodrigues em representação do CAO - Clube Académico de Odivelas, estiveram na Áustria e obtiveram excelentes resultados.
No escalão A, Lúcia Jerónimo alcançou Ouro em singulares senhoras e pares senhoras onde fez dupla com a eslovena Alenka Kotnik. Já em pares mistos a dupla portuguesa ficou com a medalha de bronze. Por sua vez, no escalão C, José Rodrigues alcançou Bronze em singulares e Prata em pares homens, onde fez dupla com o austríaco Wolfgang Schewtz. Os Medigames, incorporam várias modalidades, entre elas o badminton e a edição 36ª está já marcada para o próximo ano na cidade irlandesa de Limericck. Para mais informações, consulte: http://www.medigames.com.

 
 
 Fonte e Fotos: CAO